Feminismo popular contra crises 

 

Feminismo popular contra crises

Reforma da previdência é retrocesso no direito das mulheres

Às vésperas do 8 de março, dia internacional de luta das mulheres, movimentos feministas se preparam para realizar manifestações em diversas cidades do país. E, de fato, para enfrentar a dura conjuntura, não há outra saída, senão unidade e mobilização.

A convergência entre três crises – uma de natureza econômica, outra política e uma terceira social – é aproveitada pela ofensiva dos setores mais conservadores da sociedade. E isso tem se expressado no avanço sobre os territórios, no ataque aos direitos da classe trabalhadora, no aprofundamento do racismo – presente no genocídio dos povos negros e indígenas – e no fortalecimento do patriarcado, sentido na precarização do trabalho das mulheres e no controle de seus corpos e sexualidade.

Para ler mais, acesse o link: http://www.brasildefato.com.br/node/34328

 

Outras Notícias

Comentar

Current month [email protected] day *